Mulheres bonitas

Mulheres boas de cama é o manual digital com dicas práticas que vão fazer você chegar no orgasmo facilmente em qualquer relação sexual! Você provavelmente está passando pela situação de milhares de mulheres que acabam se frustrando por falta de prazer na cama… É por isso que escolher as 10 mulheres mais bonitas do Brasil não é uma tarefa nada fácil. Fora os pupilos que estão no anonimato e que arrancam suspiros dos marmanjos de plantão por aí, longe da TV ou das revistas, ainda tem as famosas que representam muito bem a beleza da mulher brasileira pelo mundo através de clicks e trabalhos na telinha. Si no está totalmente satisfecho con nuestro servicio, por cualquier razón, contáctenos dentro de los 30 días siguientes a su compra y le devolveremos el 100% de su dinero, Mulheres mais bonitas do mundo. Antes de iniciar, prepare o fôlego para ver as mulheres mais bonitas do mundo. Basicamente, são mulheres sem defeitos aparentemente. Uma vez que a lista abaixo foi divulgada em 2017. 1. Liza Soberano- Atriz e modelo das Filipinas e dos Estados Unidos. 2. Thylane Blondeau- Modelo da França. 3. Zhou Ziyu ... Todos concordam unanimemente que as mulheres de Banja Luka são excepcionalmente bonitas. Na verdade, eles realmente prestam atenção à sua aparência, às vezes talvez demais. Não se trata apenas da maneira atraente de se vestir, mas também da sua linguagem corporal e comportamento. As mulheres britânicas são uma mistura de diferentes culturas, portanto muito belas. Elas são educadas, bem comportadas e tem um bom senso de moda. 9 – Ucrânia. A Ucrânia e a Rússia são, na prática, as mesmas, porém as mulheres da Ucrânia são mais bonitas do que as da Rússia. Elas sempre cuidam de si mesmas, e possuem uma força ... mulheres. 0 posts 0 views Subscribe Unsubscribe 0. Most Popular. VIDEOS GALLERIES. 0:14. A Fun Waste Of Champagne. Daily Dosage Subscribe Unsubscribe 770. 16 Apr 2019 2 865 735; Share Video. Tweet Share on Facebook. HTML-code: Copy. 1:46. Cute Teen Girl with Braces. ufo2012maya Subscribe Unsubscribe 88. 9/jul/2020 - Explore a pasta 'Mulheres bonitas' de Evandro julio, seguida por 859 pessoas no Pinterest. Veja mais ideias sobre Mulheres bonitas, Mulheres, Mulheres lindas. Unhas fortes, saudáveis e bonitas é o sonho da maioria das mulheres. Mas não é fácil alcançar esse sonho. Muitos fatores colaboram para que as mulheres fiquem longe dele: alimentação, estresse, a lavagem de louças com produtos contendo substâncias que agridem as unhas... Quem são as mulheres mais bonitas do mundo de 2020? Aqui está a nossa lista, a melhor de sempre. É restrito a mulheres que alcançaram um nível justo de celebridade, baseado nas mulheres mais fortes, inteligentes, desejáveis, populares, atraentes, quentes e bem sucedidas do mundo. Mas as listas têm uma forma de inspirar o debate! Então, deixe-nos saber o que você acha do nosso top 10 e ...

Autorejeicão, rejeição das mulheres e sociedade

2020.09.23 23:09 Henrry_braz_cubas Autorejeicão, rejeição das mulheres e sociedade

Bem, vou tentar ser direto mas vai ser um texto longo.
Vou fazer 36 anos e nunca fiquei, namorei ou transei. Só beijei uma mulher na vida(Carnaval) e ela estava bêbada. Não tenho dúvidas sobre minha sexualidade, realmente gosto apenas de mulher...
O problema é que sou realmente feio de um modo que ninguém do meu interesse sente atração por mim e nunca recebi uma demonstração de interesse ou cantada de nenhuma mulher. Você pode achar que sou um cara seletivo, que quero as bonitas ou "normais" e dispenso as que os homens e meus amigos julgam como sendo "feias" mas garanto que não é isso, já dei em cima de mulher de todo tipo. Não vou citar características aqui para não ser "cancelado" e apedrejado. Estou sendo verdadeiro nessa questão, acredite.
Eu até cheguei a pensar que eu era realmente exigente, mesmo não querendo as que considerava bonitas porque sabia que jamais teria chance alguma. Meu antigo psicólogo me abriu a mente sobre essa possibilidade, então passei a flertar com mulheres que eu não tinha a mínima atração e mesmo assim não consegui nada, até as amizades eram precárias, superficiais.
Garanto a vocês que não tenho raiva das mulheres, não é culpa delas. Simplesmente elas querem, assim como os homens, se relacionar com alguém por quem sentem alguma atração física, ainda que mínima.
Você pode dizer que aparência não é tudo, que em um relacionamento outras coisas são muito mais relevantes, CONCORDO! Entretanto, para você flertar, paquerar e ser correspondido por uma mulher é necessário que ela pelo menos te julgue um cara com aparência mediana, ou que tenha status(famoso, dinheiro etc). Os homens também são assim, não vejo problema nisso. Esse assunto deveria ser discutido abertamente.
Sobre ser virgem, já pensei em contratar GP mas tenho alguns complexos que não me permitem fazer isso. Primeiro é que acho algo errado se aproveitar da situação de vulnerabilidade dessas mulheres, mas o que realmente pesa é o que eu acho do meu próprio corpo. Tenho um pênis pequeno, sou muito alto(1,91), um falso magro, com escoliose, estrias no corpo todo por ter passado por várias fases de engorda/emagrece por conta da depressão. Isso impossibilita até que eu me sinta à vontade de tirar a camisa em casa com a família.
Além disso sinto muita falta de ter amado e sido amado por alguém, de ter vivido algo que qualquer pessoa comum vive, independente da classe social. Isso me destrói sempre que penso nisso, sempre que vejo um casal.. Fico sem chão.
Não sei mais o que fazer. Meu salário foi reduzido e não tenho mais condições de pagar psicólogos e remédios. A vida está realmente muito complicada e não tenho mais forças para continuar vivendo.
Ter o amor, o carinho e a atenção de alguém seria um estímulo para acordar de manhã para cumprir apenas as obrigações.
Penso que já deveria ter me matado. É uma questão racional e lógica. Tem sido só sofrimento e não há perspectiva de melhora.
Não sei mais o que fazer.
submitted by Henrry_braz_cubas to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 22:17 lxhv pq a maioria dos homens héteros se veste tão mal?

só eu que tenho essa impressão? os caras usam literalmente qualquer coisa, não ousam nunca no estilo. eu prefiro mil vezes um cara estiloso do que só bonito. o tinder, mesmo, é uma aberração. não tiram uma foto decente, com uma iluminação boa. ontem eu fiz um experimento e coloquei o tinder para ambos os gêneros e não me surpreendi: só mulher bonita, estilosa, com boas fotos. maioria esmagadora dos homens parece que pensou "ah vai de qualquer jeito". e depois querem reclamar que não dão match.
submitted by lxhv to ClubeDaLuluzinha [link] [comments]


2020.09.23 18:28 jkowalsky Random 176

Fico curioso pra saber em que momento da conversa com o Dalai Lama o Keith Raniere pensou "preciso usar esse encontro para comer o maior número de mulheres bonitas possível..."
submitted by jkowalsky to u/jkowalsky [link] [comments]


2020.09.22 18:30 CinicAtomico regras da r/sdd

Bom dia Confrades, meu pai acabou de falar que não vai pagar a pensão então por isso estou criando esse subreddit para odiar as pessoas gratuitamente na internet, por que? Porque sim morô? Mas não é qualquer pessoa que pode entrar okay? Por isso irei listar aqui algumas regras:
Esta proibido a entrada de pessoas negras 😡😠 negros são burros e mamacos, se o Hitler falou é verdade, aliás beijinhos rodolfinho ritro 💋, ano passado minha namoradinha me traiu com o Clodoaldo 😔😢 por isso agora odeio negros, proibido megros, eles fazem crime, eles roubam, diferente de nós, da raça ariana, que não fazemos nada de errado, não matamos e nem fazemos nada, aiai se eu podesse eu matava negro 😡 enfim, proibido os n-word
Proibido mulheres, por que? Porque elas não tem bom gosto para homem! São burras! Não sabem quem é o amor da vida delas! Traiem a gente com os outros! Não mandam nudes pra mim! São mais bonitas que eu! Tem mais lógica de raciocínio que eu! Isso mesmo que vocês escutaram mulheres 😡 mas se você me mandar nudes eu até posso abrir uma exceção 👉👈
Proibido os fiadinhos, eles são fiatinhos haha ala haha, proibido porque eles são fiatinhos, eles também não mandam nudes pra mim 😔
Chega, meus dedos estão engordurados de Doritos e eu tenho que enfiar 2 dedos no cu à cada 5 minutos e já vai passar carrossel aqui então você já sabe oque nós odiamos certo? Proibido a entrada de negro/pardo, mulher, viado, judeu e os krl, isso mesmo pai, época de rebeldia da minha puberdade ✌💪
É ISSO MESMO AMIGÃO LIBERDADE DE EXPRESSÃO
Pode falar qualquer merda aqui, qualquer mesmo, gugu yeah yeah, fala tudo que vem na mente, vtmnc agente ednaldo Pereira
SIGNIFICADO DAS ETIQUETAS [OFF]
OFF: quando a pessoa ta sendo séria, ou seja, não esta mais no personagem, alias você pode inventar um personagem pra você interpretar, mas no off você esta falando sério, basicamente isso
VERY FUNNY: se você recebeu isso foi porque sua postagem foi muito engraçada e os admin deram muito hahahas
(Mais etiquetas irão ser criadas, mas tô sem criatividade agora pra isso)
VERDADEIRAS REGRAS DO SUBREDDIT [OFF]:
(A ideia do sub é todos satirizarem e fingirem ser um "hardcore" [hardcore= Nazistinha, psicopatinha e etc de condomínio] da internet)
foi isso então confrades, até um outro post 👋
submitted by CinicAtomico to sanctosdadiscordia [link] [comments]


2020.09.22 17:28 brbr3542 Mãe solteira

Tenho 23 anos, estou meio que me apaixonando por uma mulher incrível, mas que já possui um filho (ela tem 26 anos e o filho 2).
Eu não vejo problema nenhum, também gosto de crianças e pretendo ter um filho no futuro (terminei com minha ex um relacionamento de 5 anos e um dos motivos era esse, ela não queria ter e eu queria nos próximos anos, então não daríamos certo anyway).
Apesar de ter 23 anos, eu meio que já estou com minha vida de certa forma encaminhada, e pretendo com uns 25 ou 26 anos ter um filho. Essa mulher pela qual estou me apaixonando é uma mãe exemplar, além de ser muito bonita (ela era modelo já concorreu entre 30 para ser Miss São Paulo) e inteligente. Já sondei e ela pensa em ter outro filho no futuro o que me deixou muito feliz 😀
Minha mãe quando conheceu meu pai também era mãe solteira do meu irmão, ela o criou com unhas e dentes. Eu realmente admiro mães / pais que assumem esse papel solo, mas a nossa sociedade é preconceituosa.
Como foi quando vocês contaram para familiares /amigos que vocês namorava uma mãe solo? Desfizeram amizades por conta disso?
Gostaria de saber a experiência de vocês.
E para as mamães solteiras, gostaria de saber também o lado de vocês da história quando tiveram outros relacionamentos.
Obrigado
submitted by brbr3542 to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 08:54 humanaaaa Não sou hétero

Bom, eu sou uma menina de 16 anos que precisa desabafar, apenas. Não sei com que propósito, mas contarei aqui a minha "vida amorosa", se é assim pode ser chamada.
Eu me apaixonei sério pela primeira vez quando tinha uns 10 anos, mas eu já tinha gostado de alguns meninos antes. Eu gostava muito de conversar e brincar com ele. Como eu nunca fui uma pessoa muito bonita, ele não gostava de mim e não deu em nada, de boa. Mas um fato que eu acho interessante é que todos falavam que ele era "bichinha" -odeio esses termos-, porque ele era mais afeminado e tal (essa informação será importante mais à frente). Depois de 13 anos gostando apenas de meninos (ou pelos menos achando isso) eu me vi completamente obcecada por uma menina pela primeira vez. Eu fazia de tudo para estar perto dela, para falar com ela, meu coração quase saia pela boca quando eu a via. Eu nunca tinha sentido algo tão intenso por alguém, foi mais forte do que com qualquer menino. Eu já a conhecia desde a infância, mas nunca tive um contato direto. Eu me aproximei muito rápido, sem saber o porquê, e nos tornamos muito amigas. Eu dava sinais de que gostava dela, as vezes até muito escancarados, mas ela sempre respondia bem, retribuia. Lembro que até enviei "i wanna be your girlfriend - girl in red" pra ela, só na """zoeira""" (naquele tempo não era conhecido como hoje). Eu me arrependo de ter feito isso, porque sei que uma hora ou outra essas coisas que fiz e disse servirão para me "desmascarar" e me arrancar do armário, coisa que eu não queria que acontecesse, pois quero me assumir no meu tempo. Mas enfim, acho que ela também gostava de meninas, usava até um icon que tinha a bandeira lgbtq+ em algumas redes sociais, no anonimato. Icon pra quem quiser ver: [icon](https://pin.it/3septKR) Eu não sabia lidar com tudo aquilo e comecei a sentir culpa, então decidi esquecer e agir como se nada tivesse acontecido, me afastei bruscamente. Eu me senti péssima, pois ela enfrentava um quadro bem sério de depressão na época e o que fiz com certeza piorou as coisas. Eu não sabia lidar com os meus sentimentos e nem ela com os meus. Eu fiquei muito mal mesmo, passei a não ter a mínima vontade de ir à escola, não comia, nem banho tomava, cheguei até mesmo a me automutilar. Queria literalmente sumir, não suportava o peso de estar fazendo mal a uma pessoa depressiva e de distoar do que pra mim era o normal (hétero). Mas aí ela mudou de escola, nunca mais nos falamos e tudo jóia, na medida do possível. Até hoje isso não sai da minha cabeça, foi muito mal resolvido. O tempo passou, feridas foram semicuradas e eu comecei a gostar de um menino ano passado. Novamente era afeminado, assim como os outros que eu gostei. Na quarentena isso me faz pensar que, de certa forma, eu penda mais pro lado homo, já que atê os homens que gosto se "assemelham" com pessoas do meu sexo. Não fui correspondida, mas isso é o de menos, porque agora eu vejo que não gostava tanto dele quanto eu tinha gostado da menina. Mas chegamos até o início do ano, quando eu me sentia em paz por estar amando do "jeito certo". Do nada, do n a d a, tenho um crush pesado na minha professora de história kkkk. Foi aí que pensei: "passou de uma, eu realmente não sou hétero". Pelo menos eu não tenho que lidar com vê-la na escola, por causa da pandemia; é mais fácil de superar. Detalhe: pela professora eu senti o frio na barriga que eu não senti pelo menino do ano passado. Vale ressaltar que nesse tempo todo nunca tive experiências práticas com nenhum dos sexos (sou bv e virgem). Sempre que aparece a mínima possibilidade de ficar com alguém (quando tentam me arranjar) eu me esquivo, não tô preparada. 
O meu medo com tudo isso é que ao me assumir bi/lésbica eu fique só. Eu já tenho certeza que a minha família não vai aceitar de primeira. E como só tenho amigas mulheres, receio que parem de andar comigo, ou me de chamar pras coisas. Espero que elas compreendam, sem o apoio dos parentes elas são meu porto seguro.
Este texto não tem nenhum intúito específico, só precisava pôr meu relato em algum lugar, já que nunca contei pra ngm o q eu disse aqui. 
submitted by humanaaaa to arco_iris [link] [comments]


2020.09.22 08:26 humanaaaa Eu não sou hétero (gatilho)

Bom, eu sou uma menina de 16 anos que precisa desabafar, apenas. Não sei com que propósito, mas contarei aqui a minha "vida amorosa", se é assim pode ser chamada. Eu me apaixonei sério pela primeira vez quando tinha uns 10 anos, mas eu já tinha gostado de alguns meninos antes. Eu gostava muito de conversar e brincar com ele. Como eu nunca fui uma pessoa muito bonita, ele não gostava de mim e não deu em nada. Mas um fato que eu acho interessante é que todos falavam que ele era "bichinha" -odeio esses termos-, porque ele era mais afeminado e tal (essa informação será importante mais à frente). Depois de 13 anos gostando apenas de meninos (ou pelos menos achando isso) eu me vi completamente obcecada por uma menina pela primeira vez. Eu fazia de tudo para estar perto dela, para falar com ela, meu coração quase saia pela boca quando eu a via. Eu nunca tinha sentido algo tão intenso por alguém, foi mais forte do que com qualquer menino. Eu já a conhecia desde a infância, mas nunca tive um contato direto. Eu me aproximei muito rápido, sem saber o porquê, e nos tornamos muito amigas. Eu dava sinais de que gostava dela, as vezes até muito escancarados, mas ela sempre respondia bem, retribuia. Lembro que até enviei "i wanna be your girlfriend - girl in red" pra ela, só na """zoeira""" (naquele tempo não era conhecido como hoje). Eu me arrependo de ter feito isso, porque sei que uma hora ou outra essas coisas que fiz e disse servirão para me "desmascarar" e me arrancar do armário, coisa que eu não queria que acontecesse, pois quero me assumir no meu tempo. Mas enfim, acho que ela também gostava de meninas, usava até um icon que tinha a bandeira lgbtq+ em algumas redes sociais, no anonimato. Icon pra quem quiser ver: [icon](https://pin.it/3septKR) Eu não sabia lidar com tudo aquilo e comecei a sentir culpa, então decidi esquecer e agir como se nada tivesse acontecido, me afastei bruscamente. Eu me senti péssima, pois ela enfrentava um quadro bem sério de depressão na época e o que fiz com certeza piorou as coisas. Eu não sabia lidar com os meus sentimentos e nem ela com os meus. Eu fiquei muito mal mesmo, passei a não ter a mínima vontade de ir à escola, não comia, nem banho tomava, cheguei até mesmo a me automutilar. Queria literalmente sumir, não suportava o peso de estar fazendo mal a uma pessoa depressiva e de distoar do que pra mim era o normal (hétero). Mas aí ela mudou de escola, nunca mais nos falamos e tudo jóia, na medida do possível. Até hoje isso não sai da minha cabeça, foi muito mal resolvido. O tempo passou, feridas foram semicuradas e eu comecei a gostar de um menino ano passado. Novamente era afeminado, assim como os outros que eu gostei. Na quarentena isso me faz pensar que, de certa forma, eu penda mais pro lado homo, já que atê os homens que gosto se "assemelham" com pessoas do meu sexo. Não fui correspondida, mas isso é o de menos, porque agora eu vejo que não gostava tanto dele quanto eu tinha gostado da menina. Mas chegamos até o início do ano, quando eu me sentia em paz por estar amando do "jeito certo". Do nada, do n a d a, tenho um crush pesado na minha professora de história kkkk. Foi aí que pensei: "passou de uma, eu realmente não sou hétero". Pelo menos eu não tenho que lidar com vê-la na escola, por causa da pandemia; é mais fácil de superar. Detalhe: pela professora eu senti o frio na barriga que eu não senti pelo menino do ano passado. Vale ressaltar que nesse tempo todo nunca tive experiências práticas com nenhum dos sexos (sou bv e virgem). Sempre que aparece a mínima possibilidade de ficar com alguém (quando tentam me arranjar) eu me esquivo, não tô preparada. 
O meu medo com tudo isso é que ao me assumir bi/lésbica eu fique só. Eu já tenho certeza que a minha família não vai aceitar de primeira. E como só tenho amigas mulheres, receio que parem de andar comigo, ou me de chamar pras coisas. Espero que elas compreendam, sem o apoio dos parentes elas são meu porto seguro.
Este texto não tem nenhum intúito específico, só precisava pôr meu relato em algum lugar, já que nunca contei pra ngm o q eu disse aqui. 
submitted by humanaaaa to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 04:17 pinkysweet O que fazer quando você está se tornando uma pessoa narcisista?

Quando era menor nunca gostei de me arrumar ou de cuidar de mim. Ia pra escola com o cabelo no máximo penteado e não me ligava muito pra moda, skin care ou qualquer tipo de tratamento estético.
Lá pro fim da minha adolescência comecei a me importar com algumas pequenas coisas e percebi que as pessoas, principalmente os homens, começaram a me tratar de forma diferente. E eu amei isso.
Fiquei uns 2 anos "aprendendo" a como me maquiar, me vestir e simplesmente cuidar de mim, e hoje sei que sou considerada uma mulher bonita para os padrões.
A questão é, de um ano pra cá comecei a tentar ficar ainda mais "bonita" e gastar dinheiro e tempo real, quase como uma fixação, em ficar perfeita o tempo todo. Começou visitando salões todo mês, depois passou a comprar produtos de estética todo mês e agora mal consigo passar no espelho sem me encarar e balançar o cabelo pra cá e pra lá.
O dinheiro que gasto é meu e não faz mal pro meu bolso, esse não é o problema, mas eu simplesmente sinto que estou me tornando uma pessoa que não sou... Jesus, as vezes quero sair de casa >apenas< para que eu sinta as pessoas olhando pra mim.
Estou virando uma narcisista e simplesmente não sei o que fazer. Algum conselho?
submitted by pinkysweet to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 22:32 sorcererflows Fui transar por curiosidade e olha no que deu

Eu (25h) nunca achei que sexo precisaria ser com alguém que você necessariamente ama mas mesmo assim passei muitos anos virgem, nunca me incomodei e meus amigos mais próximos sabem. Sempre fui bem tímido e meio ruim de papo, o que só ajudou nisso kkkkk No final de julho tive a brilhante ideia "vou sair com uma acompanhante" Comecei a pesquisar nos sites, fóruns, comentários, vídeos e etc... só a ideia de que quando achasse o equilíbrio certo de custo x beneficio eu iria transar já deixava meu pau duraço. Encontrei uma menina bem bonita e com boas avaliações e fui falar com ela no wpp, como o anúncio já era bastante claro e os comentários já dizia os serviços prestados foi uma conversa bem rápida e fui pro flat dela. Estava COMPLETAMENTE calmo, sim fiquei estranhamente bem de boa antes de conhecer ela pessoalmente e durante a transa, a transa em si foi boa para padrões de perder a virgindade que vejo as pessoas falando por ai, sai satisfeito até mas no carro voltando pra casa o pau já estava duraço novamente, cheguei em casa e bati uma pra um vídeo de uma garota parecida com ela. Fiquei com um pensamento de que poderia ter feito melhor e de que aquela garota não tinha sido uma boa escolha apesar de bonita e ter feito tudo o que foi combinado. 1 semana, muitas punhetas e muitos anúncios depois escolhi outra garota pra sair, dessa vez em um motel. Peguei o quarto, avisei o número e ela chegou menos de 5 minutos depois, ela era a mulher das fotos mas por uma questão de ângulo, iluminação parecia ser bem mais bonita do que realmente era, apesar disso fizemos um sexo mais gostoso onde agora eu que estava mais no controle da situação. Sai do motel CANSADO e satisfeito mas adivinhem o que aconteceu quando cheguei em casa? O pau duraço, bati uma e fui dormir. No outro dia fiquei com vontade de fazer um sexo igual do dia anterior mas com uma mulher mais gata... e lá vamos nós, 1 semana, muitas punhetas e muitos anúncios depois achei uma outra acompanhante muito linda por um preço bem em conta e chamei no wpp, ela já veio mandando áudio com uma voz que já me deixou de pau duro (não é difícil eu ficar de pau duro mas tudo bem) ao contrário das outras essa não tinha nenhum comentário mas tinha uma boa descrição então precisei tirar mais algumas dúvidas sobre os serviços prestados do qual alguns ela respondeu e outros não meio que mudando de assunto e perguntando se eu queria ir naquele mesmo momento pro flat dela. Fui pra lá, bato na porta e quando abre pra surpresa de 0 pessoas não era a mulher do anúncio mas era uma gatinha então deu ruim mas deu bom. O problema foi que no atendimento as coisas que estavam no anúncio não foram cumpridas e novamente eu sai frustrado, cheguei em casa bati uma e bora procurar outra acompanhante. Algumas semanas, muitas punhetas e muitos anúncios depois achei outra mulher, gata, completa, vários comentários, chegou no motel antes do combinado e meus amigos, o bagulho foi louco. Ela fazia de tudo, metemos muito e ainda conversamos bastante, sai cansado, satisfeito e quando cheguei em casa... o pau molengão kkkkkkkkk mas antes de dormir ficou bem duro novamente e eu bati uma pra relaxar. Antes de transar pela primeira vez eu não pensava tanto em sexo e me masturbava 1~2 vezes por semana, agora eu eu só penso em foder e não fico 1 dia sem desde o final de julho, surpreendentemente meu consumo de pornô não aumentou tanto quanto a vontade de me masturbar, 95% das vezes eu faço no banho só com a imaginação mesmo. O problema estão sendo os pensamentos durante o dia-a-dia e o liquido que sai do pau pra lubrificar que esta sujando minhas cuecas (eu que lavo, só é chato mesmo) Eu achei que quando fizesse pela primeira vez eu daria uma acalmada mas pelo visto foi o efeito contrário.

EDIT: Esqueci de falar que já estou com programa combinado com outra garota pra amanhã
submitted by sorcererflows to sexualidade [link] [comments]


2020.09.19 09:46 billy864 A excitação de vcs homens e mulheres é maior quando vê em uma pessoa de corpo normal nua em vez de um daqueles corpos extremamente malhados ou com silicone?

Quando era mais novo na pornografia e em modelos sempre procurava a mulher mais bonita e com um corpo perfeito e isso me excitava muito, mas conforme o tempo passou eu vejo esses corpos perfeitos e não fico tão excitado, agora quando saio com mulheres ou troco nudes essas pessoas que muito diriam que tem o corpo com “defeitos” por não estão 100% em forma me satisfazer muito mais. Isso acontecem com vocês também?
submitted by billy864 to sexualidade [link] [comments]


2020.09.18 22:53 SenhorBrilhante So tive uma namorada por 5 anos e agora que acabou percebo que não consigo chegar em nenhuma garota

Eu só tive uma namorada anos 18 anos e só pq ela que deu em cima de mim. Ficamos juntos até a fatídica traição com o pai dela (isso mesmo) e agora percebo que quero ter uma uma nova relação com alguém que goste, mas não consigo "dar em cima", ou "chegar" em alguém.
Sempre fui super tímido e tive dificuldades até mesmo com amizades. Hoje em dia consigo fazer amizades sem muita dificuldade, mas em questão de "chegar em alguém" ainda me é uma incógnita.
Já busquei ver vídeos no YouTube ensinando esse tipo de coisa, mas acho muito difícil aplicar a mim e sinto que não combina muito comigo.
Eu não sou feio, relativamente bonito, isso já me ajuda um pouco pois era bem mais feio no ensino médio. Mas ainda falta algo para eu sentir a confiança necessária e saber o que falar com uma garota.
Esses dias eu percebi que uma garota/mulher de uma pizzaria meio que deu em cima de mim, eu consegui agir de maneira relativamente tranquila, sem ficar nervoso. Essa "experiência" me deixou um pouco feliz por saber que há alguém que se interesse em mim em quesito de aparência.
Eu queria muito poder chegar em uma garota que achei bonita e interessante e conseguir dar em cima dela sabendo que não estou agindo como um "esquisitão", parecer um estranho é o que mais me apavora.
Caso queiram saber como foi o término e a descoberta da traição, aqui está um post que fiz no Vent: https://www.reddit.com/Vent/comments/h9gjyy/my_girlfriend_cheated_on_me_with_her_own_fathe?utm_medium=android_app&utm_source=share
TLDR: como aprende a dar em cima de garotas sem parecer estranho?
submitted by SenhorBrilhante to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 01:57 odiloncuritiba Obcecado por pelos femininos?

Sim, estou obcecado, totalmente enfeitiçado por pelos femininos. Vejo uma mulher, e penso logo se está depilada (torcendo que não esteja); penso na vagina, na axila, desejando que estejam com pelos, muitos pelos!
Mulheres que não se cuidam? Não! São mulheres lindas, quanto mais pelos, mais me agradam.
O problema: não sei o que faço, ou como controlar esses pensamentos. Qualquer mulher bonita, me desperta esse tesão. Tento imaginar seus pelos, o cheiro que devem ter, a forma, a textura.
Sinto um desejo sem fim de beijar, lamber, cheirar, sentir de todas as formas axilas e vagina de mulheres peludas. Não é de hoje!
O que faço?
submitted by odiloncuritiba to sexualidade [link] [comments]


2020.09.18 01:06 Maeve55 Sou bissexual?

Oi gente, sou nova aqui e estou com muitas dúvidas sobre minha sexualidade.
Eu estou em dúvida se sou bissexual, eu já tenho muita certeza que gosto de garotos, sempre beijei, sempre fiquei e sempre namorei garotos. Na escola eu sempre apertei os peitos das garotas e a bunda, nunca liguei em falar que tinha curiosidade em beijar garotas ou em brincadeiras de beijar , eu gostava de ficar abraçada e agarradinha com elas,nunca liguei em falar que queria beijar elas, mas quando me perguntavam ou falavam que eu era lésbica ou bi, eu negava. Minha família é mt religiosa e não aceita de jeito nenhum um homossexual, mas teve um certo dia que estava na escola, quando passou uma garota linda e quando ela passou eu olhei ela e não parava de olhar ela, olhava o cabelo, o rosto, a bunda, e na minha mente eu pensava "pqp que garota perfeita preciso imediatamente conhecer ela e virar amiga dela". Desde então toda vez que ela passava eu olhava ela, teve uma vez que ela quis jogar comigo e meus amigos no vôlei, eu não parava de olhar pra ela e não acreditava que ela estava ali mesmo perto de mim, sempre quis conversar, ficar perto dela, cheguei até pensar que tinha inveja ou se era admiração. Eu sempre observei a bunda e os peitos das garotas, seja na piscina ou praia.
Ano passado, eu decidi pesquisar sobre pornô lésbico, por que não como as lésbicas faziam sexo,e eu senti muito tesão, mas enquanto eu assistia, eu pensava que poderia ser que estava enjoada de pornô hétero, mas ao mesmo tempo sentia tesão só de ver uma foto de uma mulher pelada, mas nunca desconfiei, sempre achei que fosse hétero.
No início desse ano, conheci uma garota lésbica, eu conversei com ela, mas ela quase n dava idéia pra mim, eu queria ser mt amiga dela. Eu olhava o perfil dela e ela tinha muito talento em pintura, eu ficava admirada o quanto ela era incrível nas coisas que fazia, eu olhava as fotos dela e meu corpo ficava quente, meu coração acelerava, cheguei a pensar que tinha muito inveja dela, ou se era admiração, ou rivalidade feminina. Foi um sentimento muito forte que eu tive por ela, mas não entendia o porquê de sentir aquilo, achava esse sentimento muito estranho,só que eu não lembro se sentia vontade de beijar ou de fazer sexo com ela, por que eu sempre achei errado mulheres fznd isso , ent acho que deve ser por isso que não pensava em beijar ela. Quando eu mandava mensagem pra ela e ela me respondia, eu ficava feliz da vida e começava a pensar nela o dia todo.
Depois meus amigos novamente perguntaram se eu era bissexual, e foi ai q eu levei isso a sério, eu pesquisei muito em vários sites sobre bissexualidade e pensei que eu poderia ser bissexual , mas ao mesmo tempo pensava que não poderia ser. Quando eu vejo uma garota bonita eu olho bastante, mas não sei se é atração mesmo. Quando eu vejo um garoto bonito, eu olho tbm bastante tbm, mas só que eu já tenho certeza que gosto e sinto atração por garotos.
Eu estou louca de confusa se sou bissexual ou não. Por favor leiam tudo e respondam com sinceridade. Não quero viver confusa.
submitted by Maeve55 to sexualidade [link] [comments]


2020.09.16 13:30 samreachers Como quem guarda uma cidadela - Um conto sobre mães de desaparecidos

Como quem guarda uma cidadela - Um conto sobre mães de desaparecidos
https://preview.redd.it/5gi1xcivvhn51.jpg?width=400&format=pjpg&auto=webp&s=e3fee481c47d8cceb7d1171765036c60eae5bef3
Fiz o bolo preferido dele, chocolate com recheio de chantilly. Todo ano eu faço seu bolo. Meu bebê. Que Deus cuide de você, meu anjinho!
Acordei cedo pra limpar o quarto dele. Avisei à dona Eurásia que não trabalharia; ela, cada vez mais velhinha e dependente, me pareceu entristecida ao telefone, mas entendeu. Sempre entende, desde o primeiro ano. Troquei a roupa de cama, passei pano no chão. Peguei pra lavar o velho boné da Porto da Pedra, onde ele era ritmista. Não era muito do samba, mas dizia que participava em memória do pai, um dos fundadores da escola, com quem só conviveu até os sete anos, que a cachaça o levou.
Hoje é o Dia Onze de Agosto, o principal dia da vida, o principal dia desse mundo morno. O dia do meu meninão. São oito anos que choro este dia, comemoro, me esparramo por dentro. Há oito anos que meu único filho, Godrigo, saiu de casa para se divertir. Iria a um baile funk, uma desgraça de baile funk, mas ele gostava. O baile era do outro lado da Baía de Guanabara, no bairro carioca de Vila Kennedy. Tanto baile aqui nos bairros de São Gonçalo, na Covanca, no Salgueiro... Foi sozinho, que meu menino era assim, tinha seus defeitos, mas não era de andar de patota.
Todos os anos, em janeiro e setembro, vou até a 34ª Delegacia Policial, em Bangu. Nunca há informações sobre o caso; mas não desisto, sou mãe, sou a persistência. Um dia o caso se esclarecerá... Ser mãe é não ter opção.
Na delegacia os policiais mudam, mas não o destrato. Devem aprender na academia, se é que isso existe. Ou desaparecidos há muitos, e eles já não se importam. Quem sabe é a velha norma pátria, a reação à cor de nossas peles, que define a saudação, seja sorriso, seja disparo, que se colhe?
Nos olhares arredios, de desinteressados a cínicos, percebo que querem, anseiam por dizer, ainda que num jato de vômito: “Seu filho está morto, dona. Pare de nos aporrinhar”. Mas não dizem. E que diferença faria? Sem corpo não há evidências, e eu mantenho minha esperança como quem zela pela própria honra, como quem guarda uma cidadela.
Quando faço café pela manhã, oito anos, meu Deus!, ainda me pego distraída, colocando pó suficiente para dois cafés. Um dia talvez ele entrará por aquela porta, e poderá estar sujo, fedido, esfarrapado; pode vir sozinho ou já com uma família, com um neto. Eu vou esperar. Um dia depois do outro.
Num sábado em maio, na véspera do Dia das Mães, fui a uma reunião de mães de desaparecidos. Lá ganhei um livrete de informações sobre a Ong que promovia o encontro, e no livrinho havia muitas frases sobre o que é ser mãe. Muitas delas tão bonitas que cheguei a decorar, e vou bordar num pano de prato para deixar na cozinha.
Em meio a tantas frases bonitas, uma ali me perturbou. Achei triste, mas depois entendi, alguma coisa em mim entendeu. E aquilo foi estranho, aquela frase me deu força, me amamentou. A frase é de uma pessoa chamada Maeterlink, não sei se homem ou mulher pois dela nunca ouvi falar: “As mulheres jamais se cansam de ser mães: embalariam até a Morte, se ela viesse dormir em seus joelhos.”
É difícil de entender. E ao mesmo tempo é isso.
Com o tempo uma mãe sozinha como eu, “viúva de pai e filho”, a quem o mundo lá fora tanto fez para apequenar, sem perceber vai ficando tão maior que a morte que quando dá por si já não a teme; vai cabendo nela que a morte não pode lhe arrancar o estado de mãe. Mesmo doído, o coração se agiganta, passa por sobre a morte e suas aparências como um trator.
Vivo ou morto, meu filho é eterno. Tudo se resume a uma medida de distância.
Uma mãe é tão maior que a morte que chego a sentir verdadeira piedade dos que não me entendem, dos que meneiam a cabeça quando me veem passar; sinto mesmo uma profunda pena desses que sentem essa tão rasa pena de mim.
Sammis Reachers
- https://marocidental.blogspot.com/
submitted by samreachers to brasil [link] [comments]


2020.09.16 06:39 yLithium A parte mais bonita das mulheres é a clavícula

Alguns gostam de pé, bunda, peitos...Existem muitos fetiches, bom, eu gosto mais da clavícula, tem as melhores curvas e define bem ou esconde dependendo do corpo, é suve e agressivo ao mesmo tempo, sei lá eu gosto. Nunca contei isso pra ngm.
submitted by yLithium to sexualidade [link] [comments]


2020.09.15 22:24 keeponwalk1ng Sou homem, tenho 25 anos e sou virgem

Sempre fui muito, muito fechado até meus 18 anos. Até essa idade eu só tinha beijado na boca duas vezes, sendo a primeira aos 15. Quando completei 18 anos, mudei da água pro vinho e comecei a ter amigos, a sair, etc, e apesar de eu ser feio, algumas meninas bem bonitas se interessavam em mim e eu nunca ficava com elas por alguns motivos: 1) por serem muito bonitas pra mim, 2) por terem bem mais experiência que eu e 3) pelo risco de contarem pros meus amigos que eu não sabia transar. Nosso círculo de amizade era grande, então a fofoca rolava solta. Sempre que um amigo ficava com alguém, ouvíamos dos dois lados os detalhes da ficada. Então não era achismo meu. Com certeza alguém comentaria como foi, e se minha inexperiência ficasse óbvia (que acredito que ficaria), acabou pra mim. Por puro acaso, conheci uma garota de uma cidade a 3h da minha, e nos apaixonamos. Mas ela tinha 17 anos e eu 18, então eu tinha medo de irmos no motel e pedirem a identidade dela. É uma coisa boba, mas foi o que impediu que fossemos. Então namoramos 6 meses só beijando na boca mesmo. Terminado esse namoro, eu já com 19 anos, acabei entrando pra igreja e comecei a namorar 1 ano depois. Todo mundo sabe que, em tese, na igreja só transa depois do casamento. Eu e minha namorada realmente acreditávamos na religião, então nunca transando durante nosso namoro. O problema é que nosso namoro durou 5 anos. Terminamos há 6 meses por motivos à parte, íamos nos casar nesse ano mas o relacionamento não estava bom. Agora eu tenho 25 anos e sou virgem. Saí da igreja há 3 anos já, mas não ia pra festas porque preferia ficar com a namorada. Agora solteiro, até conheço umas garotas que ficam a fim de mim, mas eu me autosaboto e não transo pelo mesmo motivo da inexperiência. Eu já fui em um puteiro pra resolver esse problema de uma vez, mas broxei hahaha. Passei 1h conversando com a mulher várias coisas aleatórias e depois fui embora. Desde então eu estou tão encanado com isso que nem vontade de transar eu sinto mais, sendo que quando eu namorava o negócio era doido, tinha muita vontade todo dia. Hoje passo semanas sem nem vontade. Eu tinha 4 contatinhos, mas todas desistem de mim porque mostram interesse, mas eu sumo. Não chamo mais pra sair, não chamo pro motel (mesmo recebendo indiretas bem diretas). A insegurança é foda e não vejo solução. Lembrando que essas não são garotas que são apaixonadas por mim, elas só querem algo casual. São o tipo de meninas que se o sexo for ruim (e acho que vai ser), vai me bloquear de tudo e postar no Twitter alguma indireta sobre isso. Eu comecei a namorar aquelas duas garotas porque achei que elas teriam mais compreensão, e as duas realmente teriam, mas nunca chegamos nesse ponto e agora não tenho nem ânimo de arranjar uma nova namorada que vá ser compreensiva. Nem sei se existe, com minha faixa de idade. Enfim, só quis desabafar.
submitted by keeponwalk1ng to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 17:29 DorivalMelo Destino talvez? Eu não quero...

Olá pessoal, estou aqui de volta, criei esse perfil na intenção de escrever a história da minha vida que é um filme doido, mas justo quando havia escrevi do minha primeira história, essas coisas haviam parado de acontecer, e quando pensei que iria escrever sobre meu passado, hoje acontece mais uma cena "inesperada" por assim dizer se eu não fosse tão "eu"; Pra entrar em contexto, apenas precisa aber que eu sou um cara diferente do "normal", pelo memos assim me descrevem, tenho uma mente aberta, e sim, as vezes dou umas certas mancadas que fazem eu parecer não hetero saca?, mas fora isso, sou um cara simples e divertido, porém, mesmo sendo um bom cupido, tenho verngonha de usar meus próprios conselhos pra conseguir alguém ou ate chegar em alguém, porem, sem dificuldades nenhuma, bi, trans, gays e até velhinhos e velhinhas não tem nenhuma vergonha de chegar em min e falar que quer meu corpo nu na cara de madeira, tanto que de todas as minhas amizades, tanto homem quanto mulher, elaa sempre me falam que eu deveria aceitar esse destino, mas eu sempre ria e negava, porque na minha cabeça, isso é apenas um azar mesmo, porém, já fazia um tempo de 2 semanas kkkk, duas semanas (nossa, grande coisa), que não acontecia nada assjm comigo, mas hoje aconteceu, e é até engraçado lembrar pois eu estava tranquilo no porto onde faço meus bicos e passa tempos, quando do nada descendo a escada do navio, uma moça alta e até bonita chega em min e fala bem baixinho "me passar o zap" ou "me chama no zao" sei lá, e colocou um papel em minha mão, sendo esse o número dela... mas como nao havia escutado direito, pedi pra ela repetir e qua do ela repetiu, eu juro, olha que eu tenho uma voz um pouco mais aguda sim, mas eu consigo fazer um ton bem grave, mas na hora que aquela mulher repetiu a frase "me chama no zap", saiu com uma voz muito mais grossa do que a minha quando eu tento... e nisso me espantei, dei um sorriso sem graça e fiquei constrangido, mas nisso ela ou ele mordej os beços saiu rumo a sua rede me encarando, depois disso eu apenas fiquei sem reação e pensei, "porra, ate no meio do trabalho isso me acontece..." dali pra frente sempre que eu passava perto da rede dela, e olhava pra ver se todos estavam ok em seus devidos lugares, e ela entrava no meu campo de visão, ela fazia aquele gesto de telefone e mexia a boca ditando "Me chama".... cara se isso é meu destino, eu não quero, tá bom que ate hj so peguei uma namorada na vida toda, e nunca fiquei... mas não quero mudar de lado e brigar de espadas não... Valeu gente... mais uma vergonha fresquinha escrita com sucesso aqui...
submitted by DorivalMelo to u/DorivalMelo [link] [comments]


2020.09.15 07:33 little-Flower_ O menino que eu tenho uma quedinha mas nem sabe que eu existo 😍😍

Bom se o seu nome for Túlio talvez seja de você que eu esteja falando,briks,bom ano passado no fim de ano achei um menino bonito em Minas,eu fui praticamente TODOS os dias pra pracinha na intenção de achar ele,nem que seja pra olhar de longe,pelo simples motivo eu tenho uma vergonha absurda pra falar com qualquer pessoa,eu gaguejo até KKKKKKK,acho que são inseguranças de outras pessoas que gostei,voltando ao assunto,só consegui ver ele duas vezes,uma passando na rua pra jogar bola com meu primo,outra na rua de noite,ele foi abraçar alguém,uma mulher mais velha já,fiquei olhando pra saber quem era,é não era ele?fiquei toda sorridente,bobinha por ele,ele até me olhou mas eu não sabia quem era,tive que ir embora infelizmente,tava esperando meu primo chegar(tinha ido ficar com alguma menina)eu fiquei parada na rua esperando minha família me acompanhar,eu tava me achando muito bonita naquele dia,minha autoestima tava lá no topo,olhei pra ele,eu tava quase ido embora mesmo então olhei bastante pra ele,não tinha mais nada a perder,nisso que eu olhei nossos olhares se cruzaram,sei lá foi intenso,sei que pode ser muito besteira,mas pra mim foi especial,acabou que não aconteceu nada demais,mandei solicitação no facebook(sim eu ainda uso Facebook,bem pouco?sim,mas uso)minha amiga mandou mensagem pra ele pelo meu celular,por que até então eu não tinha coragem de mandar,ele simplesmente me ignorou,acabou que cancelei a solicitação no face e apaguei minha mensagem no whats,morri de vergonha,um tempinho atrás meu primo me disse que ele ia se mudar pra Brasília,fiquei triste afinal queria encontrar ele de novo,dessa vez tentar falar com ele,eu quero a amizade dele por que sei que não vou conseguir ficar com ele,tanto por insegurança minha quanto ele não me querer também,Bom Túlio se por ironia do destino você ler isso,vamo ser amigos rapaz KKKKKKK,prometo que vou ser uma amiga boa,tamo aí pra qualquer coisa Muito obrigada por ler até aqui💜 15/09/20//02:32
submitted by little-Flower_ to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 02:44 Hands_of_Axe Primogênito do Sol

Capítulo 1 ( Introdução )
“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.” - Êxodo 20:12
Com o adoçado cantarolar das aves ao amanhecer, o dia ganhava vigor. O despertar daquele que se esvai, como um garoto medroso, na calada da noite, o Sol, marca o início do novo dia.
Um menino acorda com a claridade forte do Sol esquentando o seu rosto. Seu nome é Lisso, um jovem comum de cabelo negro e liso o qual chegava a tocar os ombros. Tem uma estatura na média, é magro e fraco, nunca se destacou em nenhum esporte em particular, mas sempre quis participar de todos, mesmo não tendo qualidade nenhuma. Está no primeiro ano do ensino médio, com 15 anos.
O jovem levanta ansioso, amarra seus longos fios de cabelo com um elástico negro. Veste seu uniforme escolar e desce as escadas correndo, quase tropeçando e caindo com o rosto no chão. Ao chegar no primeiro andar, uma jovem de cabelos negros olha para o garoto com um sorriso no rosto. Ela era bonita e tinha um semblante calmo e suave. A cor de seus cabelos, que chegavam até suas coxas, era negra e brilhante, como uma pedra preciosa de uma princesa. A mulher aparentava ter vinte anos, ela era a mãe do jovem Lisso. O garoto corria até a mesa esperando um prato delicioso feito por sua mãe. O cheiro de pão quente deixava o garoto cada vez mais ansioso para comer, até começou a babar de tanta fome.
Sua mãe fala em uma voz doce e gentil, que faria aflorar em no garoto um sentimento de segurança e afeto, como se aquela voz fosse a de um anjo.
- Terminei, está pronto para comer meu filho? - Ela fala de costa para o garoto, pega o prato e caminha até ele, um som de gota tocando o chão é ouvido.
- Claro, mãe! Estou morrendo de fome... - a barriga do menino ronca
Em passos lentos, a mãe chega até a mesa e o cheiro do pão enlouquece o menino. Porém, ao colocar o prato na frente do garoto, o mesmo arregala os olhos. Apavoro e desespero ficam visíveis em seu rosto, o garoto fica paralisado por alguns segundos olhando para aquilo que deveria ser sua refeição matinal.
- Ma...mamãe? - Lisso fala gemendo em um tom baixo, e um som de gota tocando no chão é ouvido novamente - O que é isso....?
- Seu lanche meu amor – a voz doce de sua mãe responde ao apavoro do garoto com tranquilidade.
- Mas... - ele engole em seco – isso é uma mão humana? E está sangrando? Mãe... - Os olhos arregalados e brilhantes, os quais refletiam aquela mão humana, se viravam juntamente com a cabeça do garoto, em busca de olhar para sua mãe. Então, paralisa de vez. Não consegue mexer sequer um músculo, seu cérebro para de pensar, seu corpo fica mole e pálido, o que o garoto estava vendo amedrontava-o no fundo de sua alma. Uma gota cai no chão, outra em seguida, depois outra. Uma poça escarlate se forma no chão, perto da mãe de Lisso. A origem das gotas era do próprio braço da mulher, a qual sorria com um liquido vermelho escorrendo de sua boca que logo começará a pingar no chão em sintonia com as gotas de seu braço.
- O que foi filho? Pode comer, a mamãe fez com muito amor. - ela começa a se aproximar e toca no rosto de Lisso – Afinal você quem fez isso com a mamãe, neh? - Lagrimas começam a escorrer do rosto da mulher, enquanto o garoto ainda está inerte com a situação, ele tremia e seus olhos ainda estavam arregalados, quase pulando para fora do seu rosto, porém o brilho deles havia sumido por completo – Por que você me matou, Lisso? Eu não fui boa o suficiente?
O cérebro do menino começa a funcionar de novo, porém ele só tem uma reação, gritar. Lisso grita muito, sem parar, até que ele acorda dentro de uma pequena tenda branca e apertada. De seus olhos lagrimas surgem sem parar, ele fica imóvel olhando para frente enquanto coça a sua própria mão, e fala baixo:
- Não.... eu não o fiz .... mamãe...
Uma jovem loira com voz aguda coloca o rosto dentro da tenda pela entrada. Ela vê a situação e fala.
- Ei ei ei, bebe chorão. Estamos quase chegando, não vai desistir agora. - Ela fala em um tom provocativo – Tomei um susto com essa gritaria, não faz mais isso, tá bom?
- Desculpe – Lisso fala em tom baixo – Foi só um pesadelo.
- Que bom, estamos chegando no lugar da prova, fique pronto. Logo o sol irá despertar e continuaremos.
O garoto respira fundo e dá alguns tapinhas no seu rosto para retomar a coincidência. Ele empurra a cabeça da menina para fora da tenda e sai junto a ela. Se levantando olhando para os raios do sol que começam a surgir no horizonte.
- Você está certa, o despertar do sol está próximo.
submitted by Hands_of_Axe to u/Hands_of_Axe [link] [comments]


2020.09.12 12:08 _-addicted-_ Violência contra à mulher

Voltando da caminhada agora a pouco, passo por um cara colocando bagagens no carro e uma mulher muito bonita esperando no portão. Assim que passo por eles, o cara começa a falar de forma bem incisiva com a mulher, de uma forma que não dá para escutar. Virando a esquina, percebo que ele meio que corre na direção dela, volto um pouco e olho por trás de uns matos a minha frente. Ele segurou ela pelo braço e tava sacudindo e brigando com ela, depois, não tenho muita certeza, ele começou a enforcar ela com o braço ainda brigando e depois a soltou.
Minha primeira reação foi de ir lá ajudá-la, só que... Conheço a atividade do cara. Ele é rico, traficante e dá dois de mim.
Desculpa, moça. Não vou me meter em confusão com traficante, ainda mais sabendo que eu poderia chegar lá e você dizer que tá tudo certo, que não vai prestar queixa e depois você está com ele normalmente e eu com esse louco atrás de mim. Nunca tinha presenciado uma porra dessa, moro num bairro que era bem tranquilo até esse maluco chegar.
submitted by _-addicted-_ to desabafos [link] [comments]


2020.09.11 23:30 Enscie Aparencia

Opa pessoa, tudo bom?
Eu tenho uma coisa com aparência, meu pai sempre me fala pra arrumar uma mulher bonita. Pois o pessoal vai julgar e sei que eles também... Família e familiares...
Eu to gostando de uma menina, mais bonita que minha Ex, mais gordinha e mais baixa que ela... Tem algumas tattoos, mas é uma menina legal de se conhecer.. Pode não ser o que a galera chama de lindão mas me faz bem falar com ela... No meu namora antigo, eu ficava com neura dos outros falar da beleza da minha Ex, mas pra mim ela era linda, sabe de jeito, pensamento e tudo mais... Então não sei, não quero amar alguém e sentir esse lance escondido, quero só amar livremente...
submitted by Enscie to relacionamentos [link] [comments]


2020.09.11 23:28 Dannzsche David Graeber sobre a 'Vitória'

Vou só compartilhar um trecho aqui de um ensaio do David Graeber - O Choque da Vitória - É um exercício imaginativo valioso sobre o significado da revolução ou simplesmente da 'vitória' enquanto um processo histórico de ruptura:
"Isto nos leva a uma questão interessante. O que significaria conquis­tar não apenas nossos objetivos de médio prazo, mas também os de lon­go prazo? No momento não está muito claro para ninguém como isso poderia acontecer, pela simples razão de que nenhum de nós tem muita fé remanescente “na” revolução, no antigo sentido dado ao termo nos sé­culos XIX e XX. Afinal, a visão total de uma revolução, de que haverá uma única insurreição em massa ou greve geral e então todos os muros ruirão, é inteiramente baseada na velha fantasia de dominar o Estado. Esta seria a única maneira possível de a vitória ser tão absoluta e com­pleta — pelo menos se estivermos falando de um país inteiro ou de um território significativo.
Para ilustrar, consideremos: o que haveria realmente signi­ficado para os anarquistas espanhóis ter “vencido” em 1937? É impressi­onante quão raro nos fazemos perguntas como essa. Apenas imaginamos que teria sido algo como a Revolução Russa, que começou de modo se­melhante, com a dissolução do antigo exército, a criação espontânea de sovietes. Mas isso foi nas grandes cidades. A Revolução foi seguida de anos de guerra civil na qual o Exército Vermelho gradualmente impôs o controle do novo Estado a cada parte do Império Russo, quisessem ou não as comunidades em questão. Imaginemos que as milícias anarquistas na Espanha tivessem derrotado o exército fascista, e então desfeito com­pletamente e expulsado o Governo Republicano socialista de seus gabi­netes em Barcelona e Madri. Decerto teria sido uma vitória aos olhos de qualquer um. Porém, o que teria acontecido em seguida? Haveriam eles transformado a Espanha em uma não república, um anti­estado estabe­lecido exatamente dentro das mesmas fronteiras internacionais? Haveri­am imposto um regime de conselhos populares em cada vila e município no território do que outrora fora a Espanha? Como, exatamente?
Preci­samos ter em mente que em muitas vilas, povoados e até regiões do país os anarquistas eram quase inexistentes. Em alguns, praticamente toda a população era formada por católicos ou monarquistas conservadores; em outros (digamos, no País Basco), havia uma classe trabalhadora militan­te e bem ­organizada, porém esmagadoramente socialista ou comunista. Mesmo no auge do fervor revolucionário, a maioria deles continuaria fiel a seus antigos valores e ideias. Se a FAI vitoriosa tentasse exterminar a todos — uma tarefa que teria exigido matar milhões de pessoas —, ex­pulsá-­los do país, realocá-los à força em comunidades anarquistas ou mandá-­los para campos de reeducação, seria não só culpada de atroci­dades de nível mundial, mas também teria de deixar de ser anarquista.
Temos que ter em mente aqui que havia muitas vilas, cidades e até mesmo regiões inteiras da Espanha onde anarquistas eram quase inexistentes. Em alguns, quase toda a população era composta de católicos conservadores ou monarquistas; em outros (digamos, o País Basco), havia uma classe trabalhadora militante e bem organizada, mas uma classe predominantemente socialista ou comunista. Mesmo no auge do fervor revolucionário, a maioria deles permaneceria fiel a seus antigos valores e ideias. Se a FAI vitoriosa tentasse exterminar todos eles – uma tarefa que exigiria a morte de milhões de pessoas – ou expulsá-los do país, ou realojá-los à força em comunidades anarquistas, ou enviá-los para campos de reeducação – eles não seriam apenas culpados de atrocidades a nível mundial, mas teriam que desistir de ser anarquistas. Organizações democráticas simplesmente não podem cometer atrocida­des nessa escala sistemática: para isso, seria necessária uma entidade verticalizada de inspiração comunista ou fascista, já que não se pode fa­zer com que milhares de seres humanos massacrem de forma sistemática mulheres, crianças e idosos indefesos, destruam comunidades ou expul­sem famílias de seus lares ancestrais a menos que eles possam alegar es­tar apenas cumprindo ordens. Parece que haveria somente duas soluções possíveis para o problema:
1. Deixar a República continuar como governo de fato, controlado por socialistas, deixar que imponham o controle do governo nas áreas de maioria de direita, enquanto obtêm algum tipo de acordo com eles para que deixem as cidades, vilas e aldeias de maioria anarquista em paz para se organizarem como desejam… e espero que o governo mantenha o acordo.
2. Declarar que todos deveriam formar suas próprias assembleias populares locais e permitir-lhes decidir seu próprio modo de auto-organização.
A segunda parece a mais ajustada aos princípios anarquistas, mas os resultados provavelmente não teriam sido muito diferentes. Afinal, se os habitantes de Bilbao, digamos, tivessem um ardente desejo de criar um governo local, como exatamente alguém os teria impedido? Municípios onde a Igreja ou proprietários de terras ainda tivessem apoio popular presumivelmente colocariam as mesmas velhas autoridades direitistas no poder; municípios socialistas ou comunistas poriam burocratas de seus partidos; estadistas de direita e de esquerda formariam então confederações rivais que, embora eles controlassem apenas uma fração do antigo território espanhol, se declarariam o legítimo governo da Espanha. Os governos estrangeiros reconheceriam uma ou a outra — já que ninguém estaria disposto a trocar embaixadores com um não governo como a FAI, mesmo supondo que esta o desejasse, o que não seria o caso.
Em outras palavras, a guerra armada poderia terminar, mas a luta política continuaria, e grandes partes da Espanha presumivelmente acabariam parecendo-se com a Chiapas contemporânea, com cada distrito ou comunidade dividido em facções anarquista e antianarquista. A vitória final teria de ser um processo longo e árduo. A única maneira de realmente persuadir os enclaves estadistas seria persuadir suas crianças, o que poderia ser alcançado com a criação de uma vida obviamente mais livre, mais prazerosa, mais bonita, segura, relaxada e satisfatória nos setores sem Estado. Os poderes capitalistas estrangeiros, por outro lado, mesmo que não interviessem militarmente, fariam todo o possível para evitar a notória “ameaça do bom exemplo”, por meio de boicotes econômicos e subversão e despejando recursos nas zonas estatizadas. No fim, tudo provavelmente dependeria do grau em que as vitórias anarquistas na Espanha inspirassem insurreições em outros lugares.
A verdadeira razão do exercício imaginativo é apenas mostrar que não existem rupturas totais na História. O outro lado da velha ideia da ruptura total, aquele momento em que o Estado cai e o capitalismo é derrotado, é que nada além disso representa uma vitória real. Se o capitalismo permanecer de pé, se começar a mercantilizar nossas ideias outrora subversivas, é a prova de que eles venceram. Nós perdemos, nós fomos cooptados. Para mim isso é absurdo. Podemos dizer que o feminismo perdeu, que não conquistou nada, só porque a cultura corporativa se sentiu obrigada a demonstrar apoio à condenação do sexismo e firmas capitalistas começaram a comercializar livros, filmes e outros produtos feministas? É claro que não: a menos que tenhamos conseguido destruir o o capitalismo e o patriarcado com um golpe mortal, esse é um dos mais claros sinais de que chegamos a algum. É de se presumir que qualquer estrada efetiva para a revolução envolverá infinitos momentos de cooptação, infinitas campanhas vitoriosas, infinitos pequenos momentos de insurreição ou momentos de autonomia fugaz e encoberta. Hesito mesmo em especular como realmente seria. No entanto, para começarmos a caminhar nessa direção, a primeira coisa que precisamos fazer é reconhecer que, de fato, vencemos algumas.
Na verdade, ultimamente, temos vencido um bocado. A questão é como romper o ciclo de exaltação e desespero e gerar algumas visões estratégicas (quanto mais, melhor)dessas vitórias construídas uma sobre a outra, para criar um movimento cumulativo rumo a uma nova sociedade."
submitted by Dannzsche to Anarquia_Brasileira [link] [comments]


MULHERES BONITAS - YouTube Mulher transando - YouTube 10 Mulheres Mais Bonitas Do Mundo. As Mulheres Mais Lindas ... Mulheres fazendo sexo - YouTube 6 PAÍSES COM AS MULHERES MAIS BONITAS DO MUNDO - YouTube Mulheres - YouTube TOP 10 Mulheres Mais Bonitas do Mundo - YouTube Mulheres gostosas - só as gostosas e rabudas das praias do ...

As mulheres mais bonitas dos Balcãs vivem em ...

  1. MULHERES BONITAS - YouTube
  2. Mulher transando - YouTube
  3. 10 Mulheres Mais Bonitas Do Mundo. As Mulheres Mais Lindas ...
  4. Mulheres fazendo sexo - YouTube
  5. 6 PAÍSES COM AS MULHERES MAIS BONITAS DO MUNDO - YouTube
  6. Mulheres - YouTube
  7. TOP 10 Mulheres Mais Bonitas do Mundo - YouTube
  8. Mulheres gostosas - só as gostosas e rabudas das praias do ...
  9. mulheres lindas - as bundas mais gostosas - maravilhosas ...
  10. Mulheres Linda dançando de calcinha - mulheres gostosas ...

★★★★★ Inscreva-se! ★★Facebook:★★★ https://www.facebook.com/hericlesleonyoficial/ ★★Twitter:★★★ https://twitter.com/HericlesLeony/ Coreografia mulheres Linda dançando INSCREVA-SE NO CANAL ATIVA SININHO CURTE COMPARTILHAR. Tags Ignore: Morena Gostosa Sensualizando. Novinha Rebolando de Ca... O Mulheres é o programa feminino mais famoso e tradicional da TV brasileira. No ar desde 1980 pela TV Gazeta de São Paulo, o programa sempre traz receitas in... É claro que todos os países ao redor do mundo possuem belas mulheres, cada uma com a sua respectiva característica. Curiosamente existe alguns países em part... Cada mulher tem sua beleza... e nós não estamos nos referindo a apenas um país possuir as mulheres mais lindas. Dessa vez vamos mostrar o top 10 dos países c... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. AsTopBrasil🇧🇷🔝👍🏿Olha Que Linda!! mulheres lindas - as melhores imagens das mulheres lindas. 5 mulheres mais lindas do mundo (segundo a internet). já são lind... titulo Mulheres gostosas - só as gostosas e rabudas das praias do brasil LINDAS PRAIAS VEJA MAIS AQUI http://bit.ly/2R1DBo8 URL DO VIDEO Mulheres gostosas - ... LINDAS MULHERES